quinta-feira, 19 de maio de 2011

Mais perto quero estar, meu Deus de ti ♪

Olá amigos, quanto tempo! Bom, hoje vou postar uma breve história sobre um hino que está algum tempo na minha cabeça. Pra falar a verdade, ele é um dos hinos mais comoventes que existe. Ele é um louvor que me emociona muito, pode-se dizer que ele é uma oração em forma de canção. Espero que gostem.
Durante muitos anos, somente os homens escreviam hinos, mas, pouco a pouco, as mulheres também começaram a usar o seu talento poético e, hoje, temos muitos hinos escritos por mulheres consagradas a Deus e ao Seu trabalho.
Mas, um dos mais conhecidos em todo o mundo foi o hino escrito por Sarah Flower Adams (1805-1848). Trata-se do hino “Mais Perto Quero Estar” (Hino 187 da Harpa Cristã). Foi no ano de 1841 que esta senhora, que estudava muito a Bíblia, ficou tão impressionada com a história relatada no livro de Gênesis (capítulo 28) sobre a visão de Jacó, em Betel, e a escada que alcançava o céu, e os anjos que subiam e desciam por ela, que, inspirada naquela passagem bíblica, resolveu escrever este hino que mais tarde se tornou universalmente conhecido.
Dizem que, quando os visitantes cristãos visitam a Palestina, em chegando a este lugar, Betel (hoje Bira, um território da Jordânia), param e cantam este hino, evocando os acontecimentos impressionantes experimentados por Jacó. As palavras deste hino tem sido um grande auxilio e um grande conforto para muitos crentes em tempos de dificuldades.
É impossível esquecermos o terrível desastre com o grande transatlântico “TITANIC” nos primeiros anos do século passado. Era a sua viagem inaugural; grandes personagens viajavam nele; viajava, também, um grupo de peregrinos, crentes da Europa que demandavam a nova terra (EUA). Mais de mil vidas se perderam naquela ocasião. E contam que, quando o grande navio estava quase afundando, tinha-se a impressão de que ia haver um pânico geral; porém, a orquestra de bordo começou a tocar o hino “Mais Perto Quero Estar”, e, imediatamente, foi presenciado um espetáculo comovedor: os crentes e outros tripulantes, dando as mãos uns aos outros, começaram a cantar também o hino à medida que o navio ia afundando-se! A música deste hino foi feita pelo conhecido compositor sacro Lowell Mason, autor de inúmeras outras músicas e que se tornou famoso pelos seus excelentes trabalhos.

Acredito que, inúmeras pessoas só tenham conhecido esse lindo louvor pelo fato de ter assistido o filme. 
Eu também acredito que naquela hora de desespero no Titanic, muitas pessoas se voltaram á Deus pelo ouvir deste hino. Apenas lamento que para seguir a Deus, as pessoas precisem passar pela dor.

À direita, o hino de Sarah Flower Adams, "Mais junto, ó Deus, a Ti"(Nearer my God to Thee) que, segundo testemunhas que se afastavam nos botes salva-vidas, foi tocado pela orquestra de bordo até quase o momento de o transatlântico submergir. O regente da orquestra de bordo, Wallace Hartley, era membro da Igreja Metodista e foi certamente o seu profundo instinto religioso que o levou a tocar o hino nos momentos finais do Titanic. O mesmo hino foi cantado na
 maioria dos ofícios fúnebres da época. Na superprodução de James Cameron, o hino foi fielmente tocado, detalhe que muitos certamente não perceberam.
 

Sarah Fuller Flower Adams
(22 February 1805 – 14 August 1848)
Compositora do Hino 
Orquestra de bordo - Titanic





















O hino cantado por: Soraya Moraes - André Valadão -   Mattos Nascimento - Nívea Soares


''Não gastem o tempo em festanças desenfreadas, nem embebedando-se, ou no adultério e na imoralidade, ou em brigas ou ciumeiras. Mas orem a que o Senhor os ajude a viver como devem..."
''E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.''

Romanos 14:10; 13:11




Nenhum comentário:

Postar um comentário

*Se gostou do Post, comente!
Se comentou, obrigado e Volte Sempre!!!